Thai

Thai 

Praticada há séculos por monges tailandeses, e formando um componente central da medicina tailandesa, acredita-se que a massagem Thai tenha se originado há mais de 2.500 anos na Índia. Originalmente desenvolvido por Jivaka Kumar Bhaccha, o médico de Siddhartha Gautama – o Buda – há mais de 2.500 anos na Índia. A técnica chegou à Tailândia, onde as técnicas ayurvédicas originais foram combinadas com os princípios da medicina tradicional chinesa.

Como se sabe, não existe um quiroprático na Tailândia – uma massagem Thai é a melhor opção para prevenir e remediar doenças. Mais dinâmicas e rigorosas do que as suas habituais massagens, membros e articulações são manipulados em uma sequência de movimentos, inspirados pelo alongamento iogue. Isso faz com que a massagem tailandesa seja particularmente benéfica para os atletas.

  1. Reduz a tensão muscular e espasmos

A técnica de prensagem aplicada utilizada na massagem tailandesa aponta áreas de tensão muscular acumulada. Semelhante a técnica de liberação miofascial, massagem tailandesa emprega áreas específicas alvos com pressão aplicada, para liberar a tensão para que os músculos podem ser ainda mais manipulados de forma eficaz. Os princípios da medicina chinesa também têm como alvo nervos presos, tornando-se altamente benéficos no alívio de espasmos musculares. Técnicas e princípios de acupressão são usados ​​para atingir os principais pontos energéticos do corpo, que correspondem à anatomia mais ampla.

  1. Mobiliza as Articulações

O uso da manipulação no estilo yoga libera a tensão nas articulações, aumentando a mobilidade e aumentando a amplitude de movimento. Massagem tailandesa pode efetivamente ajudar a aumentar a mobilidade articular e amplitude de movimento, especialmente após uma série de tratamentos. Uma redução na dor nas articulações e um aumento na elasticidade e maior flexibilidade podem ser obtidos com a massagem Thai.

  1. Melhora a circulação sanguínea

A natureza rigorosa da massagem Thai e seu método multifacetado – incorporando toque, manipulação muscular e esquelética e acupressão – aumentam efetivamente a circulação por meio de uma série de técnicas.

  1. Equilibra e aumenta a energia

Inspirada por um princípio fundamental da medicina chinesa, a técnica de massagem Thai funciona ao longo dos meridianos de energia do corpo. Na medicina chinesa acredita-se que estimulando fisicamente as áreas específicas dos meridianos, você pode ajudar a mudar áreas de energia estagnada, permitindo um fluxo de energia mais saudável (conhecido como Qi). Durante uma massagem Thai, o massagista trabalhará para manipular esses meridianos até sentir que a energia está suficientemente liberada. Depois disso, o terapeuta começará o elemento de alongamento da massagem.

  1. Pode tratar dor ciática, dores de cabeça e pescoço

O uso de acupuntura, manipulação articular e liberação de fluxos de meridianos de energia trabalham em combinação para liberar a tensão, aliviar a irritação do nervo e aliviar a dor. A maneira como a massagem tailandesa combina uma infinidade de técnicas permite que ela atinja a disfunção subjacente, contribuindo para os sintomas da dor de uma maneira holística e altamente eficaz.

  1. Reduz o estresse

Apesar da sua técnica rigorosa e mais dinâmica – e às vezes desconfortável -, descobriu-se que a massagem Thai reduz acentuadamente o estresse e aumenta a sensação de bem-estar geral.

Como com qualquer massagem especializada, a liberação de tensão articular e muscular leva ao benefício de uma maior sensação de bem-estar, porém as técnicas e facetas da medicina chinesa empregadas na massagem Thai têm benefícios adicionais em termos de liberação de tensão nervosa, liberando o fluxo de energia e liberando a tensão emocional dentro do corpo. O resultado final é uma sensação elevada de bem-estar e relaxamento ideal.